Com a proximidade da Cúpula Mundial do Clima, oceanos preocupam comunidade internacional
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com a proximidade da Cúpula Mundial do Clima, oceanos preocupam comunidade internacional

Dener Giovanini

19 Setembro 2014 | 23h59

A Global Ocean Comission (GOC) é uma organização internacional coordenada por diversos líderes mundiais, que se uniram com o propósito de mobilizar recursos e apoio para ampliar e fortalecer as iniciativas de proteção aos oceanos. No Brasil, o comissário da GOC é o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan.

Composta por dezessete representantes, entre eles ex-chefes de Estado, Governo, ministros e líderes empresariais proeminentes, a GOC passou cerca de 18 meses investigando o declínio dos oceanos para criar o relatório “Do declínio à recuperação: um plano de salvação para os oceanos do mundo“, em que especificam oito objetivos e propostas para restaurar e proteger os mares. Furlan tem como missão estimular a sociedade brasileira e, com isso, buscar apoio para que essas sugestões sejam adotadas pelos governantes mundiais.

Quando nos damos conta do aquecimento global e da acidificação das águas do oceano, e que isso tudo vai mudar a vida das gerações futuras, é preciso pensar em soluções para reverter esse quadro, pois em algumas regiões do mundo a vida da pessoa já está completamente diferente por conta dessas mudanças“, afirma o ex-ministro Furlan.

O Blog Reflexões Ambientais entrevistou, com exclusividade, o ex-ministro Furlan e apresenta o vídeo de lançamento da campanha mundial da GOC. Confiram abaixo a entrevista.

Assistam abaixo o vídeo da campanha pela conservação dos oceanos, produzido pela Global Ocean Comission: