“Educação, a ferramenta mais importante para mudar o Mundo”

Carol Da Riva

23 Março 2015 | 04h20

Queridos leitores, queridas leitoras, como dizia Machado de Assis, dos meus diletos escribas tupiniquins, peço imensa desculpas pela ausência nessas páginas, mas a vida, como os rios, por vezes corre depressa demais pra descansar nas margens.

 

Nem por isso as águas deixam de correr no barco da vida. Houve tempo para reflexão, mudanças e o seguir viagem na nossa eterna impermanência terrena.

 

Por mais orgânica que seja nossa vida aqui em Bali, o tempo passa. Luisa já vai de 3 anos. Tiago, aos 10, em agosto vindouro se estreia na Middle School, o que eu chamaria de Ginásio, nos meus idos jurássicos. Eu e Carol num resumo pra vocês, seguimos com fotos, textos e matérias, mas estamos a cada dia mais nos aventurando pelas imagens em movimentos, como vocês notarão nesse e nos próximos posts. O dólar está alto. Precisamos fazer dinheiro aqui. Sobreviver é a palavra.

 

Continuamos seguindo o fluxo maluco beleza metamorfose ambulante, mas conscientes no propósito de fazer das nossas existências um propósito de vida. Tocamos a filharada para Aprender no Mundo, com as pessoas, paisagens, culturas, cheiros e cores de Gaia – seja onde for, a começar pelo quintal de casa.

 

Por isso a volta aqui irá falar de Educação, pois já dizia o grande Nelson Mandela ser essa é  “a ferramenta mais importante para mudar o Mundo”. O post é um mini-doc. com mais entrevistas que pirotecnia sobre a Green School em Bali. É também uma homenagem ao saudoso cineasta Eduardo Coutinho, com quem me iniciei na arte dos documentários nas praias do Rio de Janeiro 11 anos atrás, quando Tiago ainda era feto na barriga de Carol. Dizia-se Coutinho curioso por saber sobre minha pessoa 10 anos depois. Aí vai Coutinho. Aí vai amado leitor, amada leitora. Espero que gostem.

 

 Green School Experience