O time verde de Obama

Rodrigo Martins

16 Dezembro 2008 | 00h52

Se havia uma certa euforia e a expcetativa de que o presidente eleito dos Estados Unidos Barack Obama teria uma postura diferente em relação às grandes questões ambientais, o clima de otimismo se confirmou nessa segunda.

Obama escalou um time de primeira linha para cuidar das pastas de Energia, Meio ambiente e Mudanças Climáticas. O departamento de Energia fica nas mãos de Steven Chu, prêmio Nobel de Física em 1997, que atualmente está à frente do Laboratório Nacional da Universidade de Berkeley. Chu é um entusiasta das energias limpas, especialmente a solar e a geotérmica, e deve pôr em prática o plano de Obama de reerguer a economia americana com base no desenvolvimento de fontes renováveis de energia. Foi inclusive parceiro de nosso José Goldemberg em estudos no passado.

Obama também criou uma nova ocupação: o de representante especial de Energia e Mudança Climática e Temas Relacionados, que ficará a cargo de Carol Browner, ex-braço-direito de Bill Clinton e Al Gore nessa seara. Por fim, a Agência de Proteção Ambiental americana (EPA) será chefiada por Lisa Jackson, que já presidiu a entidade em Nova Jersey.

O time de Obama é dos bons. Com isso, ele dá a indicação de que, desta vez, as questões verdes não passarão em obscuras nuvens na terra do Tio Sam.