Uma nova forma de definir “dieta balanceada”

Uma nova forma de definir “dieta balanceada”

Alessandra Luglio

19 Agosto 2016 | 09h00

prato colorido

Grandes cientistas e estudiosos da nutrição estão incentivando a população a repensar seu entendimento de “dieta”, fazendo com que as pessoas enxerguem como a combinação e o equilíbrio entre nutrientes influenciam a saúde e não apenas um ou outro nutriente, como muitas dietas rotuladas fazem.

Dietas focadas em nutrientes específicos já foram importantes para o tratamento e situações de falta de certos micronutrientes, como por exemplo cálcio, ferro e vitamina C, mas isso fazia sentido a tempos atrás, quando a maioria dos problemas nutricionais eram gerados pela desnutrição e falta de acesso aos alimentos. Hoje em dia, os maiores desafios da nutrição estão relacionados com a “supernutrição”, ou seja, com o consumo alimentar excessivo, levando à quadros de obesidade, diabetes e altas taxas de colesterol, para citar apenas alguns deles.

balança


Nesse novo panorama, retirar ou acrescentar nutrientes específicos, como gordura ou carboidrato por exemplo, não é a solução adequada. O que realmente funciona de forma eficaz, duradoura e saudável é o equilíbrio alimentar de nutrientes, vitaminas e minerais. Claro que em casos específicos ou agudos, essa lógica pode variar, mas de forma geral não existem mocinhos ou vilões da nutrição e esse novo modelo pode ajudar as pessoas a compreenderem melhor a relação entre alimentação e saúde, além de facilitar a adoção de hábitos alimentares simples e saudáveis.

Tudo isso não quer dizer que devemos esquecer a pirâmide ou os grupos alimentar, mas sim entender que eles se complementam e devem caminhar sempre juntos e em harmonia para o bem da nossa saúde.

Texto baseado na seguinte matéria: http://mobile.abc.net.au/news/2016-08-01/time-for-a-new-way-to-define-a-balanced-diet:-scientists/7677976#PhotoSwipe1470305729447