PERU  – A Terra dos Superfoods

PERU – A Terra dos Superfoods

Alessandra Luglio

27 Julho 2016 | 15h13

 

IMG_4247

Recentemente estive no Peru, que viagem incrível, quanto aprendizado! Um lugar especial para quem gosta de conhecer e provar alimentos naturais, locais e exóticos além de ouvir histórias relacionadas aos povos tribais ancestrais que compuseram o Império Inca, habitantes desta região das Américas desde meados do século XIII. O encantamento ficou por conta dos alimentos altamente nutritivos originários de variados ecossistemas. O Peru é geograficamente muito diferente, tanto do ponto de vista da altimetria como também das características naturais como solo e vegetação. Possui vasta região costeira com clima e condições naturais diferentes de norte (mais caribenha, quente e úmida) ao sul (clima mais seco, praias rochosas), a região Andina é representada pela parte da Cordilheira, com altitudes que podem ser superiores à 5.000 metros e claro, vegetação, clima e solo peculiares. O Peru tem ainda uma grande parte territorial coberta pela densa e tropical Floresta Amazônica, repleta de vida animal e vegetal exuberante. Entendendo as diferenças territoriais e consequentes diferenças climáticas, compreende-se a diversidade da vegetação e seus frutos. Tive a oportunidade singular de subir a 5.000 metros de altitude, ar rarefeito e paisagem única, para visitar as plantações de Maca peruana, cultura milenar dos Incas, primeiros habitantes da região. Diz a lenda que os guerreiros Incas assim como os trabalhadores braçais que trabalhavam em grandes construções nas montanhas íngremes da Cordilheira, comiam a raiz de maca diariamente o que os fornecia força e vitalidade. A Maca peruana vem sendo estudada com intensidade e hoje é bastante utilizada pelos americanos, europeus e asiáticos como um energizante e revigorante para o dia a dia, no esporte além da sua relação com a fertilidade e vigor sexual. Deixando de lado os “super poderes”, a base energética da alimentação dos peruanos fica por conta de uma grande variedade de batatas (tem de todas as cores e formatos, incrível!) e de milho (cores e tamanhos diferentes, uma verdadeira aventura prova-los!).  Entre as tantas maravilhas peruanas, descrevi abaixo quatro dos alimentos diferentes que possuem muitas propriedades nutritivas e que são ainda pouco conhecidas no Brasil! A Natureza é mesmo espetacular nas suas, cores, formas e interações!

IMG_7275 IMG_7260 IMG_7252

 

CAMU CAMU:

camu camu

 

Fruta nativa da Amazônia Peruana, extremamente rica em Vitamina C, ultrapassando o limão, laranja e acerola, sendo uma das principais fontes dessa vitamina. Por conta de seu alto conteúdo de vitamina C, desempenha importante função antioxidante, atuando na melhora da imunidade e prevenção do envelhecimento celular precoce. Além disso, contém cálcio, ferro, aminoácidos essenciais e algumas vitaminas do complexo B. Encontrada em pó, pode ser utilizada complementando sucos, shakes e cremes de frutas em geral.

LÚCUMA:

IMG_7269   IMG_7475

Fruta Andina, conhecida como “Ouro dos Incas”, encontrada principalmente na forma de farinha ou em pó, após ser desidratada. Rica em betacaroteno, desempenhando ação antioxidante, vitaminas do complexo B, fibras, cálcio e ferro. Muito utilizada em sobremesas, chocolates e preparações doces em geral como substituta do açúcar, já que é um agente de dulçor e possui baixo índice glicêmico.

ALFARROBA BRANCA:

IMG_7297

Cultivada na costa norte do Peru, a alfarroba é uma vagem cuja polpa é desidratada e dá origem ao pó que possui um aroma similar à baunilha e sabor levemente adocicado. Pode ser utilizado como um adoçante natural em sucos, shakes, sobremesas e outras preparações doces. É pobre em gordura e rica em fibras, além disso, é considerada energizante, por conta de sua quantidade de carboidrato.

MACA:

IMG_7423 IMG_4246

É uma raíz nativa dos Andes Peruanos, cultivada em altitudes entre 3.800 e 4.500 metros acima do nível do mar. Rica em antocianinas, com poderosa ação antioxidante, possui alto valor nutricional e é conhecida por estimular o metabolismo, proporcionando mais energia e disposição, principalmente durante as atividades físicas. É fonte de vitaminas do complexo B, ferro, selênio, cálcio, proteína vegetal, fibras e gorduras saudáveis.